Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Aula de F.L.E

Francês língua estrangeira. F.L.E. É isso o que estudamos na faculdade. O curso forma professores de francês para estrangeiros. Temos um exercício pra fazer e gostaria que vocês nos ajudassem. Rápido, pois é pra amanhã à tarde :D Precisamos dizer 10 coisas boas do Brasil. Peço a cada um a escrever sua lista nos comentários para me ajudar a preparar a minha, s'il vous plaît...
Escreverei em breve, no momento ando muito ocupada.
Beijo!

Igreja

Imagem
De Igreja

Hoje foi dia de assembléia geral na pequena igreja batista de Clermont-Ferrand. Entre outras coisas, nós votamos por alguns projetos a longo prazo. Um missionário no sul da região, um seminarista em Barcelona, um novo templo, um projeto missionário educativo.
Eu votei OUI para tudo.
E eu fui votado também. A igreja me escolheu para entrar no seu conselho. Que Deus me ajude...

Los Hermanos não é Ana Júlia

Estive revisitando músicas legais de quando eu vivia no Brasil e decidi relançar esse videozinho que eu fiz pra Cecília, ainda no tempo em que eu usava Windows. A trilha sonora é pra lembrar que Los Hermanos não se limita a "Ana Júlia" :P

Nigéria: 500 crentes mortos em 3 horas

Na noite da segunda feira, 8 de março de 2010, na região central da Nigéria, mais de 500 cristãos foram massacrados los vilarejos de Dogo Nahawa, Zot e Rastat. Segundo o presidente da Aliança Cristã da região, Andersen Bok, uma multidão chegou gritando "Allah Akbar" para queimas as casas e matar todo mundo, inclusive mulheres e crianças. Os cristãos chamaram o exército algeriano que só chegou quando os muçulmanos já tinham partido.
Vamos orar pelos nossos irmãos nigerianos.

Tudo é relativo, já dizia Einsten

O casal recebe um amigo em casa para o jantar. Bem alimentados. Amigo interessante. Casal feliz. Conversa agradável, que em determinado momento se envereda por trilhas filosóficas do tema beleza, atingindo um caminho, um atalho mais precisamente, com uma dimensão toda pragmática e direta:
A - Qual a garota mais bonita da igreja pra você, Amigo? B - Mas amor, isso é pessoal, é relativo... A - Eu sei, é por isso mesmo que pergunto. Se não fosse relativo, eu não precisaria perguntar. Simplesmente diria a ele quem é a garota mais bonita. B - ! Wow! You got it. Viu, amigo, por que me apaixonei?
O amigo simplesmente aproveita a distração do casal, para se desviar e não dar resposta.

Em breve!

Esse fim de semana nos reunimos com um grupo de jovens cristãos numa casa de campo para orar pelos cristãos perseguidos no mundo. Foram dois dias de muitas bênçãos, comunhão fraterna e contato com o Pai. Em breve contaremos mais, colocaremos fotos e vídeos.
Aguardem.

O garoto que casou com a mãe

Essa semana encontrei no msn um amigo de infância com quem não falava há muito tempo. Resolvi saber como ele estava, por onde andava, etc. Alguns dos que acompanham esse blog o conhecem e vão estar surpresos ao saber as novidades.
- Oi, menino, tudo bem? E então, já casou? - Sim! - E cadê as fotos? Quero ver! :) - Fotos?? Oxe, eu casei com a minha mãe!!!!
Pausa. Eu reflito. É bem verdade que ele sempre foi muito apegado à mãe. Por sinal, ela sempre foi a "tia" preferida pelos amigos que compunham nosso grupinho. Perguntei-me "será que isso quer dizer que ele se decepcionou com a namorada e decidiu nunca casar"? "Será que é piada"? Ele sempre foi engraçadinho mesmo...
- Hã? Como assim?
E então ele me explicou que a noiva dele estava na Espanha e ele no Brasil no momento do casamento. Ele havia encontrado a moça em 2008 durante a viagem de intercâmbio na Alemanha. Eles namoraram, viajaram juntos pra terra da moça, Espanha, pra terra do rapaz, Brasil, até que por…

"Cada obra pertence ao seu tempo"

Aos 14 anos, na oitava série do colegial, escrevi um texto para uma das matérias da escola. A professora, Andréa Ramos, gostou tanto que me pediu autorização pra trabalhá-lo em sala com a turma. Encheu-me de satisfação e medo. Mas aceitei, com a condição de que ela revelasse a autoria apenas após ouvir os comentários de todos. Foram positivos, ufa... Minha primeira experiência como escritora lida. Um orgulho! Aos 17 anos, mostrei-o pra Pedro e dei minha opinião de quase quase adulta...

As utopias da adolescência
A adolescência é a hora do tudo ou nada. É a hora de você se conhecer melhor e conhecer o mundo a sua volta também. É a hora de você saber do que gosta ou não, quais são seus princípios e valores, e onde se quer chegar. Depois é hora de ir, com as próprias pernas, traçando o seu caminho. O mundo é hipócrita e injusto, você quer mudá-lo, moldá-lo à sua maneira e não sabe por onde começar. Como fazê-lo? Sua força no é o suficiente para se fazer impor. Desesperado, você grita, mas s…

Resposta a Selmy Menezes de Sousa

Selmy, irmã caçula de Bernardo possui um blog. Recentemente escreveu sobre a importância de se resgatar a emoção das primeiras vezes. Para ler mais, clique aqui.
Estive pensando sobre isso e acredito que seja em busca por essas primeiras emoções que eu estou publicando nossos textos antigos e contando aos poucos aqui a história do nosso namoro. Mas ao mesmo tempo, se ficarmos presos às primeiras emoções, acho que não avançamos. "Ninguém se banha duas vezes no mesmo rio, nem ama duas vezes a mesma pessoa" ou algo parecido... Pois mudamos. Imagino que seja difícil fazer a manutenção dessa emoção em casamentos de décadas de vida. Não acho também que seja com os olhos voltados pro passado que podemos fazê-lo, senão amaremos o que o outro foi, mas o outro muda sempre. É preciso amar o que ele é no presente. É preciso tentar renovar a emoção de outra maneira. Talvez fazendo um curso juntos, viajando ou saltando de pára-quedas lol...
Beijo, cunhada!

O Pólen da Vida

Quando começamos nossa amizade, Pedro e eu, eu não sabia que ele era evangélico. E levamos um certo tempo a tocar nesse assunto, afinal, política e religião não se discute. Não nas primeiras conversas com alguém, à priori. Tínhamos o hábito de mostrar nossos escritos antigos, recentes, escritos diretamente um pro outro ou não. Quando certa vez, no meio de alguns de seus textos, encontramos "O polém da vida"... - Ah, desse você não vai gostar... Disse Pedro.- Deixa eu ler primeiro, depois eu te digo. - Mas... você não vai entender. Ali ele tinha me ofendido! Resignei-me. E decidi não insistir, mas também não ler mais nada aquela noite. Eu estava realmente magoada. Se tem algo que pode me ofender é subestimar minha inteligência. Mas depois deixei pra lá. Vim a ler esse texto meses depois apenas, quando já estávamos namorando e Pedro viu em mim alguém em busca do evangelho. Alguém com sede de conhecer Deus. Bom, antes ele não poderia saber. É verdade que nem todos entendem. Aco…